Arquivo

Archive for julho \29\UTC 2009

Conflitos de imprensa

Trabalhar como jornalista em São Paulo deve ser o mais fácil… depois das experiencias que o Guarulhos Hoje me proporciona, Muricy Ramalho será fichinha!

Em menos de duas semanas, arranjei duas brigas com o mandatário do Flamengo, Édson David, e o treinador do clube, o até então simpático Rafael Andrade.

Foi somente o clube se envolver na polêmica de ter um jogador pego no doping por suposto metabólito de cocaína que a relação imprensa x diretoria rubronegra azedou.

Falar mal não pode… quando me preocupo somente em relatar os fatos. Doping é notícia!

Depois, o treinador virou a cara porque o time não ganha e a imprensa começa a publicar dados de que a equipe não vence há cinco jogos, que seu atacante não marca desde março.

Mas peraí, eu sou jornalista, não assessor de imprensa! E a argumentação foi idêntica par ambos… não querem que o lado ruim seja publicado: contrate um profissional de imprensa para filtrar as notícias.

Vamos resolver este problema de uma vez só: eu não sou amigo de fontes, não tenho vínculo nenhum e eles precisam de mim tanto quanto preciso deles…

Será que poderíamos ao menos sermos profissionais?

imprensa

Deixa pra lá… continuo exercendo meu papel e eles tentam fazer o deles!

Querem resolver? Façam o clube ganhar, subir na tabela que teremos assunto de sobra para elogiar os jogadores, comissão técnica e, quem sabe, muito quem sabe mesmo, a diretoria!

Desculpem o desabafo!

Categorias:1

Luxa saca o primeiro coelho da cartola… e Neymar chuta pra longe!

Há tempos falo com convicção que Vanderlei Luxemburgo tornou-se um ex-técnico em atividade e por isso já ouvi muitas críticas. Reafirmo minha posição.

Após sua saída do Palmeiras, com uma folha mensal astronômica que incluía gastos irrisórios com sua comissão técnica se comparado ao seu salário de “jogador”, Luxa saiu atirando contra um dos (poucos) dirigentes mais respeitados e justos do futebol brasileiro: Belluzzo.

Sem mercado, o (ex) treinador recorreu ao Santos, que também recorreu a Luxa simplesmente por ter ignorado o futuro promissor que Vagner Mancini terá como treinador e caindo no erro de não bancar um treinador ante uma crise.

Na sua chegada ao clube da Baixada, Luxa toma a velha e manjada atitude “à la Leão”, de dar um gelo no craque do time para demonstrar quem manda, como já fez com Romário e Edmundo no Flamengo, com Marcelinho no Corinthians e Valdívia no Palmeiras. E quem pagou o pato foi o jovem, porém com muita personalidade, Neymar, que foi colocado no banco sob a alegação de ainda não estar preparado para ser titular, mesmo em um time de cabeças de bagre como o Santos demonstra ser atualmente.

Mas a glória vem aos 27 do segundo tempo. Acuado em sua estréia e sem conseguir fazer o Peixe jogar em casa, Luxemburgo é obrigado a pisar em seu orgulho e colocar o garoto Neymar em campo, junto com Paulo Henrique, o Ganso, que também havia sido barrado.

neymar_292_estreia

E Neymar, para calar os críticos (entenda-se Luxemburgo), marca o gol salvador, aliás, único da noite de ontem na Vila Belmiro. Lamento Luxa, o primeiro saiu pela culatra, sua formula já não é tão mais útil.

E pensar que na primeira coletiva, o (ex) treinador afirmou que na Vila Belmiro quem mandará será o Santos… Lamento pelos torcedores alvinegros da Baixada.

Categorias:1

Finalmente… 3ª e última parte da entrevista com Marcello Gugu!

Aos leitores do blog, primeiramente vai meu pedido de desculpas: quase um mês de atraso, mas finalmente finalizo a entrevista do MC e freestyleiro Marcello Gugu…

————————————————————————————————-

Conselho pra rapaziada que tá começando no RAP?

Seja real com você mesmo, não tenha medo de ousar, de criar. Inove, não fique preso a conceitos, erre bastante, mas acerte mais (risos), não seja desonesto com seus companheiros, batalhe por aquilo que você quer, acredite, viva esse acreditar, trabalhe com seriedade, tenha foco nos seus objetivos e ame aquilo que você faz. É o que eu, todo dia quando acordo, procuro fazer.

‘Nunca foi fácil, junta seus pedaços e desce pra arena, mas lembre-se, aconteça o que aconteça, nada como um dia após o outro dia’ (Racionais Mc’s)

O que o RAP fez ou faz por você?

Cara, ele me deu uma visão de mundo, me deu um entendimento, uma forma de me conhecer através de elementos de uma cultura. Tudo que eu fiz na vida, foi movido pelo RAP. Se fiz faculdade, foi para atuar em uma determinada área. Se leio, em média, 4 livros por mês, é para ter vocabulário, alem de gostar de ler é claro (risos). Se leio partituras e batalho pra aprender acordes no melhor estilo autodidata é pra trabalhar nos teclados. Tudo que eu fiz na vida foi para aplicar no RAP. Não que hoje eu pense assim, mas posso dizer que o Hip-Hop me deu uma direção, uma forma de me entender e entender o universo ao meu redor.

Marcello

Gugu na final da Liga dos MCs no Rio de Janeiro

O que você fez ou faz pelo RAP?

Pelo tamanho da cultura e pelo pouco que eu fiz, não acho que fiz muita coisa.

Posso colocar que fui um dos criadores da crew que inaugurou as batalhas de MC em São Paulo, com o Santa Cruz. Isso deu a vários moleques, inclusive a mim, visibilidade, espaço, oportunidade.

Acredito que tenho que fazer mais que o dobro do que eu penso, para que assim, quando deitar a cabeça no travesseiro pela última vez, pense que fiz algo pro mundo do Hip-Hop e contribui para o crescimento da cultura como um todo.

Time: Curto o Flamengo, mas não assisto futebol não

Religião: Sou livre pensador, tenho uma fé inabalável em determinadas coisas, porem não frequento lugar pré-definido. Vou a centro espírita, terreiro de umbanda, igreja e templo budista, não me restrinjo a seguir algo pré-definido. Tenho o melhor de cada crença em uma concepção de algo maior.

MArcello 2

Frase

“A Rua é Noiz”, frase criada na Batalha de Mc’s do Santa Cruz

O que vem por aí? Tá trampando no quê?

Rááááá, essa é a melhor parte! Projetos!!! (risos)

Sim, estou trabalhando em muita coisa, porem selecionando o que vai e o que não vai para a rua. Tive um pequeno problema com meu HD e ele atrasou um pouco o processo, porem já tenho coisas para ir para rua pros próximos meses e , até o final do ano ou começo do ano que vem, lançar um EP, ou algo concreto em cd (risos).

Tenho escrito muito, escutado algumas batidas e acho que vai vir algo legal, estou trabalhando para que seja algo que acrescente na cultura e não ser somente mais um.

Quanto a apresentações, estou com o show solo montado, dando mais alguns ajustes, trabalhando em mais algumas rimas, para ser uma apresentação bacana. Logo mais divulgo as datas dos próximos eventos e shows (já tem alguns marcados).

Marcello 3

Indicações

Livro

Leio bastante coisa. Atualmente, estou lendo a saga do John Constantine, em HQ, porem se for para indicar um livro, indico Coisas Frágeis, de Neil Gaiman. São apenas contos, mas eu achei bem legal.

CD da gringa

Pra mim um dos CDs mais classes que saiu de um tempo pra cá é Blu Exile- BelowTheHeavens

CD nacional

Mixtape do Emicida tá classe, Projeto Manada curti também, Mzuri Sana clássico também, Nelsentimentum, Cabes, álbum do Kamau (Non Ducor Duco).

Filme

8 Mile – Rua das Ilusões, eu acho esse filme loko. Mostra toda a batalha de um cara que luta pra dar certo. Pô, filme de Freestyle, tem que falar mais?

Quanto a documentários, indico o Freestyle- The Art of Rhyme, The Art of 16 Bars, The MC, Beatkingz e Freestyle- Um Estilo de Vida, do Pedro Gomes.

Comentários

Queria agradecer a oportunidade da entrevista, a todos que correm comigo, que apóiam o trampo, a você que esta lendo isso ao invés de trabalhar, a você que esta lendo isso em casa, gostaria de mandar um salve pros meninos da Santa Cruz, Mc Lenda (é nooooooiz), mandar um salve pra AFK, Casa di Caboclo, Léo CasaUm e todo mundo que tá no corre!

A Rua é Noiz família!

Comentário do blog: O blog agradece a entrevista do MC Marcello Gugu, um dos reais representantes do R.A.P. no seu formato mais íntegro e puro, sem misturas de mídia e vertentes que denigrem a cena atual. Um grande abraço Gugu

Categorias:1