Início > 1 > Clássico chileno emocionante na Libertadores

Clássico chileno emocionante na Libertadores

A noite desta terça-feira reservou grandes emoções aos chilenos. Ainda abalados com o terremoto que vitimou mais de 800 conterrâneos há duas semanas, o clássico universitário, entre Universidad de Chile (La U) e Universidad Catolica (La Cato) foi motivo de alegrias, tristezas aos presentes no estádio de Coquimbo, 500 km ao norte de Santiago.

Por curiosidade, resolvi assistir a partida, também por ser um amante do futebol. E também porque um clássico sempre é mais curioso do que um chocho confronto entre Bolivar e Estudiantes.

A Catolica começou melhor a partida, com rápidas trocas de passes e maior poder ofensivo, mas um contra-ataque de ‘La U’ culminou no primeiro gol da partida. Após uma rápida cobrança de escanteio, que pegou a zaga de ‘La Cato’ toda bagunçada, o goleiro Paulo Garcés se atrapalhou sozinho e o centroavante Olivera, esperto, deu um leve toque para o gol vazio e abriu o placar.

Mas clássico é cheio de emoções e surpresas, assim, dois minutos depois, Matías Rúbio, da Catolica, entrou sozinho na área, após rápida cobrança de falta que pegou a zaga rival bagunçada, e chutou cruzado para empatar o jogo.

Com zagas fracas e goleiros inseguros, em que se pese a velocidade dos atacantes das duas equipes, a partida ganhou muito em emoção até o seu final.

E um chute despretensioso parou no fundo das redes de ‘La U’ abraçada com um frango enorme engolido pelo goleiro uruguaio Conde. O chute forte foi disparado por Silva da intermediária, mas quando Conde foi encaixar, sua perna direita escorregou e a bola passou no meio de suas mãos e pernas.

Com o resultado nas mãos, La Cato, que vinha de três derrotas no Campeonato Chileno e uma na Libertadores diante do Flamengo, só tocava a bola para garantir o resultado positivo.

La U insistia em busca do gol de empate e contra o anti-jogo praticado pela Catolica e foi premiada com um gol daqueles que todo torcedor sonha, nos acréscimos.

Após cobrança de escanteio, aos 47 minutos da etapa final, Édson Puch foi mais rápido que a marcação, subiu de cabeça e desviou para as redes.

Um ótimo jogo, que alimentou amantes do futebol como eu e tranquilizou flamenguistas de plantão, que não deverá ter a mínima dificuldade para vencer os dois confrontos.

Categorias:1
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: