Início > Sem categoria > Um tapinha nas costas de um moleque sem pudores

Um tapinha nas costas de um moleque sem pudores

Que Neymar é um craque ninguém nega (e quem o fizer, não pode estar em sã consciência). Mas o rótulo de bom profissional (não em caráter, mas em se tratando de eficiência no que faz) não pode permitir a ninguém faltar com o respeito com ninguém, independente do nível hierárquico.

Antes de demonstrar sua total falta de educação (não vinculada aos pais, mas fruto da rebeldia de um moleque) com Dorival Júnior, Neymar já o havia feito contra o zagueiro corinthiano Chicão e, mais recentemente, contra o Avaí, em sua casa, a Vila Belmiro, protegido por sua própria torcida.

Dorival: Respeito não se vende

Demonstrando uma habilidade pouco vista no futebol, Neymar se vale da mesma para desrespeitar seus adversários e ontem, com a demissão de Dorival por decidir por aplicar um castigo mais pesado ao ‘menino mal-criado’, a diretoria do Santos fez o papel que o Brasil está acostumado a ver: passou a mão na cabeça daquele que está errado.

Enquanto Dorival fazia bem por mantê-lo afastado, provando que não é esse festa que ele imagina, ou seja, impondo limites ao adolescente, o presidente Luís Álvaro, que até então tinha minha admiração por ter derrubado um ditador da presidência santista, agora põe tudo a perder com uma atitude impensada para um homem de cabeços brancos que deve ter educado seus filhos muito bem.

Não é questão de hierarquia, é questão de respeito à instituição Santos Futebol Clube.

Neymar ganha carta branca para fazer e dizer o que quer por conta do valor de seu pa$$e, ou seja, mais um exemplo claro de onde o dinheiro fala muito mais alto do que qualquer padrão ético ou de respeito mútuo.

Eu, que gostava tanto do futebol apresentado por este moleque, agora torço veemente para que pague o preço por seus atos irresponsáveis. E torcerei fortemente contra o Santos, não para que os torcedores sejam lesados, mas para que fique claro que antes de um jogador pintar e bordar onde pensa que manda, existe uma história, uma tradição que deve ser respeitada.

O Santos é muito maior que molecagens de diretorias e de um único jogador.

PS: Ao contrário do que muitos pensam, Dorival sai fortalecido dessa queda de braço. Não demorará para que assuma um time à altura de seu caráter, onde possa ser respeitado, assim como seu trabalho, incontestável até aqui, com 100% de aproveitamento nos dois campeonatos disputados em 2010.

Categorias:Sem categoria
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: