Arquivo

Archive for outubro \15\UTC 2010

Corinthians tem uma torcida na presidência e um omisso no cargo

Antes de críticas, deixo claro que sou corinthiano (com H), mas não consigo digerir a permissão do omisso Andrés Sanches e sua diretoria (entre eles, Mário Gobbi) que uma torcida organizada “encurrale” os jogadores do clube por causa do momento do clube.

Corinthians, um clube sem líder

Vamos pensar coerentemente: o Timão não vive um bom momento, prestes a ver o título brasileiro tornar-se impossível e uma vaga na Libertadores-2011 em risco, isso é notório. Eu, como torcedor comum, não me sinto confortável com a situação. Mas daí a colocar em risco a integridade de um trabalhador é algo totalmente sem sentido.

Se fosse um presidente coerente e tivesse o sentimento de torcedor, já teria se desfeito de Souza e Moacir há tempos. A contratação de Danilo foi um tiro n’água, mas isto é algo que pode acontecer com qualquer clube.

Mas falta o feeling – ou talvez algum interesse que eu não tenha conhecimento-, então, como falta-lhe algo, prefere deixar uma torcida invadir o local de trabalho dos jogadores, que, queiram ou não, estão cumprindo com o que lhes é proposto, afinal, estão entrando em campo e não creio faltar hombridade para exercer a profissão.

Na falta de um comandante, então os torcedores ganham total liberdade para pressionar os trabalhadores (jogadores), demitem e contratam quem bem entendem e fazem a festa no terreno alheio.

O Corinthians é de todos nós, mas nem por isso tenho acesso a tudo. Se fosse realmente nosso, eu poderia entrar no vestiário antes dos jogos, mas existem leis e regras, simplesmente ignoradas pela diretoria, que me impedem disso.

Aliás, porque o Ronaldo, que é o “bombeiro do clube, não dá a cara ou é cobrado por estar há tantos meses parado? Ganhando milhões do clube e com míseros três jogos disputados em um total de 29 disputados? É um “deus”? Por quê tanta proteção a um jogador (que reconheço ter um grande histórico)?

Por estas e outras que o Corinthians nunca conseguirá chegar ao patamar da organização de grandes clubes. Apesar de ser muito grande, até maior em termos de paixão do que todos os demais (opinião), merece nota “0” em organização.

E continuaremos a padecer… bem longe do paraíso!

Categorias:Sem categoria

Lideranças… escolha a sua!

A noite desta quarta-feira foi um exemplo claro de lideranças, um ótimo e louvável exemplo e outro péssimo e vergonhoso.

No histórico resgate dos 33 mineiros chilenos, a decisão pelo primeiro deles que sairia foi pautada pelo histórico de saúde e psicológico. Mas a escolha do último dos 33 que deixaria o local não teve qualquer critério senão um exemplo de influência. O derradeiro mineiro a sair do sombrio lugar foi o líder dos mineiros, que fez questão de permanecer sozinho enquanto o penúltimo subia.

 

O último é o líder... sempre!

 

Um líder sempre deve assumir as maiores responsabilidades, principalmente àqueles que querem ser lembrados por alguma coisa. Não digo pelos feitos, mas pelas marcas que deixam nas pessoas.

Um bom líder administra o próprio peso para não ser um peso nas costas de ninguém, como rima meu parceiro Rashid.

Péssimo líder

Por sua vez, o lado ruim não ocorreu na mina chilena, que teve outro exemplo de um bom líder, o presidente chileno Sebastián Piñera, que não arredou pé do local enquanto o último dos seus compatriotas não foi salvo.

Nos lados do Rio de Janeiro, mais precisamente no estádio de São Januário, o Corinthians levava uma surra do Vasco da Gama, pelo Campeonato Brasileiro. E aí entra o mau líder, o omisso, àquele que não se planeja, que prefere atuar nos bastidores beijando mão de torcidas organizadas (leia-se Gaviões da Fiel), enquanto uma nação sucumbia.

Este é Andrés Sanchez, presidente do alvinegro de Parque São Jorge, que muito se orgulha de ter tirado o time da série B, quando não fez mais do que sua obrigação.

 

Se esqueceu de adquirir mão de obra "reserva"

 

A culpa de Sanchez é simples: ele não sabe se planejar e líder que não planeja, não alcança metas.

Jorge Henrique, Dentinho, Ralf, Ronaldo, Chicão, são os exemplos mais recentes de jogadores que encontra(vam)-se hospedados no departamento médico. Tudo bem, são casos de fatalidade. Mas quando a janela de transferências esteve aberta, o Internacional de Porto Alegre foi buscar os atacantes Ilan e Rafael Sóbis, o meia Tinga, enquanto o Corinthians se gabava de ter elenco suficiente.

Pois é, agora temos que nos contentar com Souza tropeçando na grama, enquanto vemos o título e, talvez, a vaga na Taça Libertadores da América 2011 se esvaindo.

Se você almeja tornar-se um líder de algo em sua vida, estão aí dois exemplos: escolha o que quer seguir!

Categorias:Textos

Vergonha em dose dupla: Tiririca eleito e a marmelada no vôlei

Belo exemplo estamos dando às gerações futuras!

Depois me perguntam o por quê (e como consigo) torcer para a Argentina no futebol. Se faltam motivos para não ser patriotas, a eleição de figuras como Tiririca e a marmelada no Campeonato Mundial de vôlei, protagonizada pela Seleção Brasileira são mais do que suficientes para isso.

Nas urnas, o povo atesta sua burrice. Ah, seria um voto de protesto? Quem vai protestar na cara de todos nós (até eu, que não tenho culpa por esta eleição absurda) será este palhaço – que ganhará uma bolada para rir de nossas caras -, fará algum projeto de lei que te beneficie?

Mas são escolhas, assim que eu não posso escolher a roupa que as pessoas vão usar, com quem vão se casar e etc… Por isso, cada povo tem o político que merece.

Palhaçada no vôlei

Se as palhaçadas ficassem somente no setor eleitoral já não estaria bom, mas piorou quando a Seleção Brasileira fez o papelão de se deixar ser vencida pela fraca Bulgária pelo Campeonato Mundial. Tudo graças a um regulamento que colocaria o Brasil em uma chave mais difícil caso vencessem seu compromisso.

O que me deixa com uma clara impressão: não é preciso oferecer muita coisa para se descobrir o caráter das pessoas.

Que me desculpem os jogadores – que já comprovaram serem os melhores da modalidade -, mas acima de um regulamento vem uma bandeira que merece ser respeitada (ou estou enganado?).

Se eu fiquei envergonhado pelo que a população fez nas urnas, mais ainda com os atletas que atestam o quanto amam o país que representam.

Prefiro me manter íntegro e torcer sim pela seleção alviceleste, com jogadores que, ao menos quando entram em campo, só saem de lá após se doarem, se equipararem à palavra raça.

Integridade aqui está virando raridade!

Categorias:Sem categoria

Samurai… Projota em breve no Blogdobarra!

“Quando cortaram os meus braços, eu chutei

Quando cortaram minhas pernas, eu dei cabeçada

Quando cortaram minha cabeça eu mordi na jugular

e não soltei por nada, não soltei por nada”.

Você se identifica com esta frase?

“Cada inimigo seu vai te aplaudir de pé,

quando o seu escudo for o seu olhar e sua espada a sua fé

Quando a sua meta for felicidade e não vitória,

quem não se foca no presente não fica pra história irmão”

E com essa?

Se você vive isso, aguarde!

Em breve, entrevista completa com o autor destas rimas, José Thiago Sabino Pereira, mais conhecido como Projota, um dos responsáveis pelo ressurgimento do RAP!

No Blogdobarra!


Categorias:Sem categoria