Início > R.A.P. > Direto de BH… entrevista com MC Pedro Vuks

Direto de BH… entrevista com MC Pedro Vuks

“Falei pra Deus: Se eu não servir pra música, me leva!

Mas eu sirvo, tá vendo? Ele me conserva!”

Promissor é uma palavra que podemos designar para jogadores que vem da categoria de base e ainda não tiveram uma boa sequência. Neymar e Lucas, por exemplo, já são realidades.

Assim é o caso de Pedro Vuks, MC de Belo Horizonte que deixou de ser uma promessa no RAP há tempos e hoje lançou seu novo single “Eu Quero Mais”, com produção de Coyote Beatz (http://bit.ly/oGxpUq). O som faz parte do álbum Iluminado, que sai do forno amanhã, às 21h, no Duelo de MCs, ao custo de R$ 5.

O Blog do EG5 Produções e o Blog do Barra disponibilizam agora para você a entrevista que fizemos com esse MC, cristão, de poucas palavras, ótimas rimas e muito conteúdo.

Nome (real)?  Vulgo? Porque?

Pedro Henrique. Vuks. Inventei pra jogar um jogo de RPG online há muito tempo.

Dia 16/09 vai ter o lançamento da sua EP, no Duelo de MCs no Viaduto Santa Tereza, e a dois dias desse marco, como você resume a sensação de realizar esse sonho?

A ficha está começando a cair, a sensação de que muita gente vai sair de casa, se programar e criar expectativas para o show me deixa inspirado. Vai ser muito bom, a sensação é de que eu vou fazer melhor do que já fiz até hoje.

Você já improvisou ao lado de grandes nomes do cenário do Rap Nacional e vai lançar seu trampo no Duelo de MCs. Então, o que significa o freestyle pra você?

Eu vivi 2 anos da minha vida só fazendo freestyle, meu dinheiro vinha todo disso, meu reconhecimento veio disso. Até hoje as pessoas me param na rua e pedem um improviso sobre qualquer assunto.

Quais MCs você considera influente na sua carreira?

PDR Valentin, Nil Rec, Eazy CDA, MC Marechal. Além de influência são meus amigos, isso é melhor ainda.

Vuks, na busca de realizar um sonho, alcançar um alvo, o que você considera ser essencial?

Compromisso, ser disciplinado. Não é porque você não bate um cartão que pode fazer o que quiser a hora que quiser.

Voltando ao assunto lançamento, você pode resumir pra nóiz como foi o processo de produção e seleção das tracks desse novo projeto, enfim, dificuldades, superação, realização?

Dificuldades, superação e realização todos os dias. A produção foi de uma forma que eu nem imaginava que ia ser. Os produtores estavam em sintonia comigo e me passavam algumas bases sem eu nem pedir. A seleção das tracks foi um pouco complicada, eu preferi usar as últimas músicas que tinha feito, tipo de dezembro de 2010 até agosto de 2011 que foi quando terminamos.

Você trampou junto com o Mr. Break e Fabricio Galvani na musica Iluminado, que inclusive, virou vídeo. Quais são os nomes que você considera parte integrante da sua correria como MC?

Tem algumas pessoas que não são do RAP, tá ligado ? Meus amigos do bairro são importantes.

“Se seu RAP não muda vidas, é porque você mesmo não muda” (trecho de Iluminado). Você acredita que o RAP muda vidas e, baseado nisso, qual a mudança que você considera que foi feita na sua vida?

Total! Eu usava muita droga, bebia muito, estava envolvido na boca de fumo. Hoje estou fazendo RAP porque conheci o RAP.

“EU QUERO MAIS” seu novo som, bombando nos ouvidos dos manos. Na busca desse “MAIS”, o que você considera um objetivo pra você?

O principal é dar orgulho pros meus pais. Depois disso eu vou arrumar minha casa, meu carro, minha vida…

O que você espera causar nas pessoas com este trampo?

Cada um vai sentir uma emoção diferente. Eu quero deixar elas mais felizes, quero injetar amor.

Quais são as participações no Iluminado?

Os produtores Coyote Beatz, Shaggy, Mr. Break, Giffoni, Enece, Doente. Não tem nenhum outro MC no EP.

Você ainda segue com o Rima Sambada? Qual foi (ou é) a importância desse grupo para sua trajetória no RAP?

Fiz meu primeiro show com eles, minha primeira música com eles, minha primeira viagem com eles, entrei a primeira vez no estúdio com eles, sem eles eu não estaria aqui. Sigo com eles, não ativamente, mas estou do lado.

Você se considera Rapper Gospel? E Under? O que você pensa sobre estas classificações no RAP?

Eu faço RAP. Sou um cristão que faz RAP, não faço RAP gospel. Eu penso que elas podem limitar o trabalho de muita gente e limitar o pensamento de quem se intitula também.

Voltando as origens, quando o RAP começou na sua vida?

Final de 2005, parece que foi ontem…

Como o RAP mudou sua vida e como você pretende mudar as vidas das pessoas com seu RAP?

Mudou com realidade, me conquistou. Quero fazer as pessoas se sentirem amadas, fortes, valorizadas. Quero estar com elas irmão, em cada dispositivo que usarem para ouvir meu RAP.

Qual rima marcou o início da sua trajetória? Pq?

Aquele freestyle do JF e do Kamau (Nota do Blog: Ao Vivo – KL Jay na Batida Vol. 3). Incrível, me fez querer improvisar.

Trajetória no RAP. Quem confiou no seu trampo e te deu a mão pra subir no palco do RAP?

PDR Valentin, Doente Beatmaker, Dmorô.

Qual a melhor música do RAP nacional pra vc? Pq?

Negro Drama. Fala por muita gente, muita…

Qual a melhor música do RAP gringo pra vc? Pq?

Dificil uma melhor, eu gosto muito de The Roots.

Decepção no RAP é?

É normal. Quase diariamente rola. É ver quem eu acredito deixando de acreditar em si mesmo.

Motivação no RAP é?

Eu enxergo umas coisas no olhar das pessoas irmão… difícil explicar o que é… mas isso me motiva, quando eu enxergo isso eu me motivo muito.

O que o RAP será amanhã para você? Como você enxerga o RAP no futuro?

Vai ser melhor do que foi hoje. Enxergo no futuro, claro, eu vou estar melhor do que estou hoje e meu RAP também.

O que tem que mudar hoje?

O ego, o orgulho.

Que personagem te influenciou em sua vida?

O Paulo da Biblía, o Pedro da Biblía, Jesus Cristo.

Família é…  A base

Parceiros são… extensão dos sonhos…

O RAP é… O amor expresso em tudo que faço…

Conselho pra rapaziada que tá começando no RAP?

Ter bons exemplos e ser bom exemplo.

O que o RAP fez ou faz por você?

Fez eu me encontrar. Faz eu ajudar outras pessoas a se encontrarem.

O que você fez ou faz pelo RAP?

Fiz pouca coisa… quero fazer mais…

Time: Atlético-MG

Religião: Cristão

Frase: Juntos somos mais !

34. Indicações:

– Livro: Musashi

– CD da gringa: Common Be

– CD nacional: Qualquer um do Lenine…

– Filme: O Senhor dos Anéis

É isso família, valew Pedro Vuks pela oportunidade. Que Deus ilumine sua caminhada e abra portas para que suas rimas alcancem aqueles que precisam da Verdade. O RAP é extensão do seu esforço e o Blog do Barra e do EG5 Prod deseja muitas bençãos e luz na sua caminhada!

PAZ!

Categorias:R.A.P.
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: