Início > Textos > O porquê delas…

O porquê delas…

Tudo tem motivos… mulheres são motivos!

Tudo começou quando Deus inventou de criar uma companheira para Adão. Quando criou o homem, Ele teve trabalho para criar todo o nosso organismo, o funcionamento de cada órgão. E aí, talvez, já um pouco cansado depois dos dias de construção do mundo, deve ter pensado: “Deixa assim mesmo, cabelo curto, pelos das pernas normal, bigode, barba e só…”

Então, brilhou a lâmpada na mente do Pai e ele foi criar uma companheira. Aí ele abriu a gaveta da vaidade e colocou um pouco (na verdade, em algumas ele deixou cair um pouco mais, né?). Abriu a gaveta da sensibilidade, da pureza, da delicadeza, e, assim por diante, foi adicionando e aperfeiçoando a obra.

Mas começou tirando um pedacinho do homem, a costela, que nada mais faz do que proteger alguns órgãos. Talvez por isso que as mulheres tenham esse instinto protetor, maternal.

Enfim, e a partir daí, a vida do homem ganhou um item que ele não havia saboreado: a alegria. Tá, o homem já deveria ser feliz de compartilhar da presença de Deus, das belezas do Jardim do Éden, mas faltava uma beleza ao seu lado.

Na minha cabeça, foi assim que tudo aconteceu. E Deus criou tudo tão perfeito, mas nada foi mais perfeito que a mulher. Tá, eu não posso deixar de falar que elas são, muitas vezes, complicadas, maluquinhas, mas isso deve ser culpa da serpente, né?

Independente disso, um homem não é o mesmo sem uma mulher. Eu não tive muitas mulheres em minha vida (e não estou falando no sentido ‘pegador’ que você está pensando), mas as que estiveram presentes me fizeram, com certeza, ser quem eu sou hoje.

Infelizmente, algumas mulheres perderam seu valor. Por algum motivo, acharam que o tamanho da sua cintura ou o número do seu busto seria o tamanho do seu valor. Outras tiveram seus valores amassados como papéis nas mãos de alguns homens que nunca entenderam o que significa uma mulher.

 

E eu aprendi que, por mais que os homens medissem as grandes mulheres de suas vidas olhando pra trás e medindo o tamanho da bunda de cada uma que passava por eles, cada uma tem um segredo diferente, mas o caminho é o mesmo e a ciência ainda não comprovou isso por pura ignorância: as mulheres têm o coração maior que o nosso e a beleza de todas elas se encontra ali.

 

Eu tive uma mulher em minha vida que atendia pelo nome de Rita de Cássia Rutter Barra ou só mãe! Ela me dava uma aula por dia de como ser grande, exemplo, linda, delicada, amorosa, completa, e mostrar suas fraquezas de vez em quando (bem de vez em quando mesmo). Ela me deixou há nove meses, o mesmo tempo que me suportou dentro dela, mas sua despedida foi linda, lutando, guerreando e declarando seu amor a Cristo.

Tem outra que é cri-cri, cheia de ‘não-me-toque’, feminista até as unhas, mas também é preocupada, cuidadosa, linda, delicada (quando quer, né?) e é uma mini-Rita (mini mesmo, kkkk), que olha se você chamar por Evelyn Barra.

No auge dos seus 70 anos, firme e forte, com unhas pintadas e sempre com suas saias bonitas, sandália e um casaquinho de crochê, caminhando como nunca e mais forte conforme o tempo passa, tem também o topo dessa linhagem que estou falando, a dona Alice Rutter, minha avó.

Eu tenho alguns irmãos, parceiros mesmo, que estão ao meu lado, mas as minhas maiores amizades sempre foram mulheres. E não preciso nomeá-las aqui (até porque daria briga, mulher é competitiva), mas elas sabem quem são. Tem cabeçuda, japonesa, negra, branca, alta, baixa, filhas, pode escolher… ou se identificar! Pessoas que me ajudaram quando precisei, que me ajudaram a ser um homem que sabe tratar com mulheres, sendo praticamente cobaias para que eu tivesse oportunidade de aprender os 3% do que entendo sobre mulheres. Até chefe mulher eu já tive… e até preferi viu! Compreensiva, dedicada, exemplo.

Ah, e tem uma que é a junção de um pouco de cada coisa que citei acima. Seria muito confete pra jogar, eu ia sujar todo o piso do blog, então vou resumir na palavra mais bonita que conheço, a que tem mais significado: Amor! Todas as mulheres têm amor, mas só a minha É Amor!

É a virtuosa, com valor que excede o de rubins… ops, lá tô eu jogando confete. Chega né, Fernanda Demar (Barra). Não precisa corar não, estou apenas citando alguns de seus valores.

Enfim, dia 8 de março de 2012, Dia Internacional das Mulheres!

São vocês que fazem milagres com os cabelos, com as unhas, com os olhos, com as tripas-coração… vocês são lindas. Até desarrumadas vocês são lindas!

Parabéns mulher! E parabéns às mulheres da minha vida… por que sem vocês, os homens já teriam acabado com a raça humana, faz tempo… kkk

Categorias:Textos
  1. 08/03/2012 às 13:01

    Esse é meu amigooooooooooooooooo……todo durão..mas o mais sensível e compreensível dos homens…depois do meu namorado é claro..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: