Início > Textos > O problema do Brasil não são os políticos… é o povo!

O problema do Brasil não são os políticos… é o povo!

Sou politizado… e por mais que as opções sejam ruins, nunca deixo de escolher um representante, pois julgo o VOTO NULO uma ANULAÇÃO de si próprio. Meus amigos não pensam assim e muitos, como parte dessa geração mais nova, já cresceu e carrega o estigma de que nenhum político presta e o Brasil não vai pra frente por causa deles.

Demorei, mas nessa sexta-feira (19/10/12), cheguei a conclusão de que o problema do Brasil não são os políticos, mas o povo. Eles só se aproveitam da nossa ignorância e, por que não dizer, da nossa burrice.

Nesse fatídico dia, trabalhava eu tranquilamente no Centro, quando começa a pipocar em minha janela jovens trajados com roupas carnavalescas (ou toscas)… tinha Chapolin, praieiros, periguetes, Pantera Cor de Rosa, entre outros…

Junto deles, guardas da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) fechavam um dos principais acessos à Praça da Sé para o trânsito dos foliões. Ah, era uma sexta-feira. Traduzindo para os não-paulistanos, é o pior dia do trânsito da Capital.

Felizes (ou embriagados), os foliões deitavam na rua, mijavam nas paredes (mesmo tendo banheiros químicos ao lado (deviam ser míopes e estarem sem óculos, sei como é difícil isso), dançavam, pulavam, beijavam, bebiam, caíam… cenas típicas de um fevereiro no Brasil.

Intrigado, fui pesquisar o que seria aquilo. E ‘googando’, achei que seria uma festa chamada ‘Peruada’, um evento promovido anualmente pelos “estudantes de Direito da USP” (?!). Eles desfilam junto a um Trio Elétrico ‘protestando’ (!!!???) com um motivo especifico. O tema desse ano era a proibição da gestão Kassab de distribuir sopão aos moradores de rua de São Paulo, coibido pela Guarda Civil Metropolitana (GCM).

Explicado o ‘protesto’, me vem um trio elétrico rodeado por uma centena de policiais militares dando proteção aos estudantes. Ah, enquanto isso, o trânsito quadruplicava.

Não preciso expressar o tamanho de minha revolta, né? Ou preciso? Então tá, vou pontuar alguns motivos que me indignaram e porque, a partir desse relato, julgo que o Brasil não tem mais jeito.

– Nossos futuros promotores e advogados dão o exemplo maior de postura e ética com relação ao próximo. Pessoas com um mínimo de cultura, cheias de conhecimento, mas que acham perfeitamente normal travar o trânsito de SP para pular Carnaval, sob a alcunha de protesto;

– A CET, que deveria estudar maneiras de aliviar o caótico trânsito paulistano, dá cobertura para piorar ainda mais a situação das já congestionadas vias;

– Mais de uma centena de policiais militares dando proteção aos foliões, em plena tarde de sexta-feira… ressaltando que SP vive dias tranquilos de segurança, já que o partido do crime anda quieto, sem homicídios e riscos para a população;

Qual foi a última vez que você viu um protesto digno, por uma causa justa, e com jovens e adultos realmente engajados? Os ‘estudantes de direito da USP’ que me desculpem pelo julgamento antecipado, mas quantos deles já saíram às ruas de madrugada pra servir um sopão aos moradores de rua?

Me perdoem pela redundância, mas há mais de um ano os estudantes chilenos lutam contra o governo, protestando (de verdade) nas ruas em busca de uma reforma estudantil. Há comparação?

Já perderam dois anos letivos, mas é certo que seus filhos e demais gerações colherão os frutos. Mas aqui, o protesto vira uma micareta, onde nossos jovens se divertem ao causar transtornos aos demais cidadãos e dão um show de civilidade e engajamento.

Aí nas urnas, vêm votos para os ‘Tiriricas’... Já passa da hora dessa geração descompromissada acordar. Enquanto nossos protestos forem fúteis e divertidos como este que tive o desprazer de ver na sexta-feira, nunca seremos levados a sério, continuaremos sendo governados por quem detém um mínimo de informação e influência e enriquece às nossas custas.

Por que não parar o trânsito para cobrar mudanças no sistema de votos, que hoje ainda é obrigatório? Por que não parar o trânsito para cobrar mais segurança pública, creches, escolas, hospitais, ditarmos o Orçamento da cidade, entre outras causas realmente sérias e que ditarão o futuro de nossos descendentes?

Fonte: Google Imagens

Mas, como acontece nas rodas de amigos, isso é um assunto muito chato, melhor a gente se divertir enquanto pode… e deixar que se divirtam com nossa cara enquanto querem!

Categorias:Textos
  1. Jan
    31/10/2012 às 14:39

    Os políticos são o que são, porque o povo é o que é!!!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: