Início > Textos > Imagina na Copa…

Imagina na Copa…

“Meu sentimento é de que tudo vai acabar. Tudo pelo o que eu vi, o lugar onde eu moro, o lugar onde eu nasci, as árvores que eu plantei vão tudo se acabar por causa de especulação imobiliária. Nem de progresso é, porque o progresso tá passando do outro lado da pista.”

Pois é Brahma, tenho certeza que nenhum publicitário ou marqueteiro que criou a bela propaganda “Imagina na Copa” conhece a realidade que este evento mundial trará ao povo brasileiro.

É inegável que é o maior evento do planeta, mas é muito questionável o tal legado que a Fifa – “tão bem intencionada (ironia)” – garante que virá ao País.

Sou amante do futebol e vivo intensamente esse momento mágico que se chama Copa do Mundo, acompanhando o máximo de jogos possíveis e torcendo por minha gloriosa Argentina.

Mas acredito que nenhuma alegria pode se sobrepor ao sofrimento alheio.

Neste triste documentário, a Copa mostra suas verdadeiras garras. É uma mostra real de que o comando deste mundo está nas mãos do cifrão e nunca na preservação e respeito à vida.

Os mesmos que marretam as paredes das casas daqueles que são engolidos pelo avanço rumo à Copa são os que vivem com salários mínimos, operários, que vivem em condições iguais a estes, porém do outro lado da cidade e com a sorte de estarem fora do mapa do progresso.

Esse é o triste retrato da Copa: alguns poucos com garrafas de cerveja na mão celebrando a Copa, iludidos por um bordão que justificar-se-á por apenas 30 dias, e outros muitos que viverão os traumas da Copa por anos ou talvez até o fim de suas vidas, pagando pelas suntuosas construções dos belos estádios que talvez nunca tenham a oportunidade de entrar para acompanhar uma partida de seu clube de coração…
… talvez por saber que justamente o futebol, que lhes trouxeram tantas alegrias, hoje é o motivo de suas tristezas!

“A cidadania não é informada, o poder é concentrado, a democracia vai por água abaixo e a forma final desse processo é a parceria público-privada, onde o Poder Público – em nome do público, mas atendendo a interesses privados – negocia caso a caso projetos decepcionais.”

Categorias:Textos
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: