Início > Esportes > Análise dos grupos da Copa do Mundo 2014 – Grupo G, o Grupo da Morte 2

Análise dos grupos da Copa do Mundo 2014 – Grupo G, o Grupo da Morte 2

O grupo G é considerado por alguns como o segundo grupo da morte, mas para mim é o primeiro. Apesar de contar com apenas uma campeã mundial – a Alemanha -, é inegável que Portugal sempre chega como uma seleção com grande potencial – principalmente por conta do melhor do mundo, Cristiano Ronaldo -, assim como Gana é uma seleção perigosa e que teve um excelente desempenho em 2010 e os Estados Unidos têm crescido de rendimento a cada edição.

(Confira a análise dos grupos A, B, CDE e F aqui!)

 

Alemanha – Todas as fichas nesta geração

Alemanha

Chega de bater na trave! É assim que a Alemanha chega ao Brasil para a sua 20ª participação em Mundiais. Desde 1982, os alemães chegam no mínimo até às quartas de final e nas últimas três edições, acumula um vice-campeonato e duas medalhas de bronze.

Portanto, ficar entre as quatro melhores da Copa não é ambição, ainda mais para uma seleção apontada por 10 entre 10 críticos como uma das três principais candidatas ao título. E isso é resultado do investimento nas categorias de base, que gerou uma safra incrível de talentos, e a aposta na continuidade, já que o treinador Joachim Löw era o assistente de Jurgen Klinsmann em 2006 e o comandante em 2010.

A campanha nas eliminatórias foi impecável, com o ataque mais positivo (36 gols) e nove vitórias em dez jogos no grupo C, que tinha a perigosa Suécia, de Ibrahimovic, além de Áustria, Irlanda, Cazaquistão e Ilhas Faroe.

Nas mãos de Joachim Löw, os germânicos tem o melhor goleiro da atualidade, Neuer, além do excelente ala Lahm, os seguros Boateng, Schmelzer e Mertesacker, os habilidosos Götze, Kroos e Ozil, o eficiente Schweinsteiger e os atacantes Klose, Podolski, Reus, Schürrle e Müller.

Não falta experiência em confrontos contra os grandes, já que a Alemanha enfrentou Argentina, Itália, Inglaterra, Uruguai, Espanha e Brasil nos últimos Mundiais. Então, 2014 pode ser o ano do tetra alemão. E não faltam apostas nisso.

 

Portugal – CR7 e + 11; é hora de ser grande

Portugal

Uma seleção que conta com o melhor jogador do mundo na atualidade e atletas de primeiro escalão como Fábio Coentrão, Pepe, João Moutinho, Raul Meireles, Hugo Almeida e Varela exige respeito dos adversários.

Mas o histórico português em Copas ainda não faz jus aos últimos anos dos lusitanos. Nas 19 edições disputadas até hoje, Portugal só esteve presente em cinco. E, apesar de ter encerrado a Copa de 2006 na quarta posição, no último Mundial não passou das oitavas de final. Desempenho bem diferente das últimas Eurocopas, quando esteve bem perto do título em 2000, 2004 e 2012.

O caminho até a Copa teve alguns percalços, como o empate contra a Irlanda do Norte e Israel, que comprometeram a classificação. Com a Rússia garantida, teve que travar uma batalha épica contra a Suécia por uma vaga. E a estrela de Cristiano Ronaldo apagou a de Ibrahimovic, garantindo a classificação lusitana com duas vitórias.

Como os atletas já jogam juntos há anos, o entrosamento não é problema para o técnico Paulo Bento. Os Quinas precisam, agora, provar que podem se juntar definitivamente ao pelotão de elite do futebol mundial. E não depender apenas do talento de Cristiano Ronaldo.

 

Gana – Elenco de respeito e metas ousadas

Gana

Gana pegou gosto. Desde a classificação para a sua primeira Copa do Mundo, os ganeses nunca frustraram os seus torcedores e sempre carimbaram o passaporte para a fase de mata-mata.

Logo na estreia, em 2006, deixou República Tcheca e Estados Unidos chupando dedo e chegou às oitavas, onde teve o azar de enfrentar o Brasil. Em 2010, foi ainda mais longe, passando por Austrália, Sérvia, Estados Unidos (de novo) e perdendo nos pênaltis para o Uruguai nas quartas, no fatídico episódio do pênalti perdido nos acréscimos da prorrogação por Gyan Asamoah.

Chegar ainda mais longe seria muita ousadia. Isso se a seleção não contasse com tantos bons jogadores no elenco. Muntari, Essien, Kwadwo Asamoah, Ayew, Frimpong, Kevin Prince Boateng e Gyan são carregadores de piano em seus clubes e desfilam seu futebol pela Europa. Juntar todos estes craques é sinônimo de boas perspectivas.

As eliminatórias foram moleza, com apenas uma derrota para Zâmbia na fase de classificação. E, mesmo enfrentando a forte seleção egípcia, não tomou conhecimento dos faraós e aplicou uma sonora goleada por 6 a 1 no jogo de ida, se dando ao luxo de perder o jogo de volta por 2 a 1.

A chave é complicada, mas a experiência de enfrentar os principais nomes nos Campeonatos Europeus pode colaborar para uma nova surpresa africana.

 

Estados Unidos – Evolução notória

EUA

A evolução do futebol estadounidense é notória. Sua estreia em Mundiais lhe rendeu uma semifinal (1930), mas o número de seleções era pequeno e o formato diferente. O renascimento se deu na década de 90, quando os Yankees ainda mostravam um futebol medíocre. Mas com o passar das Copas, o progresso foi visível e os americanos conseguiram chegar às quartas de final em 2002, mas pararam aí.

Com a globalização, os americanos exportaram seus talentos, eles ganharam experiência em campos europeus e o futebol passou a ganhar o seu espaço entre os torcedores. Com Jurgen Klinsmann no comando, os Yankees são a seleção mais organizada na preparação para a Copa, apesar de não ter o melhor elenco dos últimos anos.

As eliminatórias não mostram dificuldades para os americanos, ainda mais com o seu arquirrival México em péssima fase. Mas alguns tropeços como as derrotas para Honduras e Costa Rica e os placares magros mostraram o baixo poderio ofensivo americano.

Para o Brasil, Klinsmann traz a experiência de Tim Howard, Bocanegra, Bradley, Dempsey e Altidore, mas aposta na juventude para surpreender em um grupo tão complexo. A realidade é que as chances são as menores do grupo. Difícil vai ser bater de frente contra os gigantes alemães e portugueses.

 

Tabela de jogos

Alemanha x Portugal – Dia 16.06.14, às 13h – Fonte Nova
Gana x Estados Unidos – Dia 16.06.14, às 19h – Arena das Dunas
Alemanha x Gana – Dia 21.06.14, às 16h – Castelão
Estados Unidos x Portugal – Dia 21.06.14, às 19h – Arena da Amazônia
Portugal x Gana – Dia 26.06.14, às 13h – Mané Garrincha
Estados Unidos x Alemanha – Dia 25.06.14, às 13h – Arena Pernambuco

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: