Arquivo

Archive for novembro \08\UTC 2011

Protestos, motivos e resultados…

Há algumas semanas, comentei neste blog sobre a reivindicação dos estudantes chilenos pela reforma estudantil, que já alcança mais de cinco meses pelas ruas de Santiago (capital do País) e outras províncias.

Enquanto no Chile, os futuros advogados, engenheiros, empreendedores, jornalistas e afins brigam por melhores condições para si e para os próximos estudantes, lutando contra a polícia e os governantes, impondo condições, fazendo reuniões com os gestores, exportando a indignação para outros países e alimentando o espírito de luta

no Brasil, na considerada melhor universidade do País (em qualidade), onde a disputa por vagas é concorridíssima e os maiores crânios dedicam horas a fio estudando para formar o futuro do Brasil, a Universidade de São Paulo (USP), os estudantes formam trincheiras, invadem prédios, brigam com a polícia, impõem condições… para terem a liberdade de fumarem maconha livres no campus (!).

Há semanas atrás, estudantes da mesma universidade demonstravam preocupação (motivados pelos pais também) pelo crescimento no número de assaltos, tentativas de estupros e até homicídios que aconteceram dentro do campus da USP. Com isso, o Governo ordenou que a Polícia Militar aumentasse o contingente e a atuação no local.

Porém, com isso, óbvio que os militares não estariam ali somente para reprimir criminosos, porém toda e qualquer atitude errada que houvesse ali. Apesar da bandeira de determinados grupos, a maconha continua sendo considerada uma droga ilícita, ou seja, é proibida no País. E, circulando para garantir a segurança dos alunos, a PM teria encontrado alguns alunos consumindo maconha no campus.

Por óbvio (novamente), agiram, reprimindo os graduandos, e foram hostilizados, causando uma guerra campal e a consequente ocupação dos prédios da reitoria e da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH).

Toda e qualquer reivindicação é válida, porém o que este blogueiro questiona é o mérito da questão. A USP pede mais segurança e os alunos querem liberdade para consumir maconha. O governo não cede, mas os estudantes chilenos querem melhorias na educação do País.

Protestos iguais, motivos diferentes… quem será que tem mais razão nessa história? E ainda me perguntam por quê não sou patriota!

Categorias:Textos

Adeus…

Cachoeira dos Pretos – Joanópolis – 06.11.11

E ali ficou sua última lembrança…

Categorias:Sem categoria